Home » , , , , , , , » 5 histórias de vampiros para restaurar sua fé no gênero

5 histórias de vampiros para restaurar sua fé no gênero

Written By André Vasconcelos on terça-feira, 11 de novembro de 2014 | 14:36

 http://2.bp.blogspot.com/-ZNuH5shUgNE/TtkTN6tVroI/AAAAAAAAAUw/VuDpGZ3adeM/s1600/vampiro+vlad.jpg

Atualmente, a literatura envolvendo vampiros passa por uma situação paradoxal no Brasil. Ao mesmo tempo que nunca foi tão popular, com enxurradas de novas história sendo lançadas constantemente, parece ter perdido um pouco de sua credibilidade entre o leitor que não gosta dessa onda de histórias vampiro/românticas que domina os mais vendidos do gênero.

O boom editorial parece ter vindo depois que Crepúsculo ganhou fama mundial. Uma rápida pesquisa mostra o número inacreditável de novos títulos envolvendo vampiros que foram e estão sendo publicados no Brasil nos anos que sucederam o frenesi brilhante de Edward e Bella.

O problema, porém, é que muita gente não gosta da levada que esses livros costumam ter, com uma história de amor entre vampiro/humana no estilo Crepúsculo, ou com variações mínimas. Tende-se a deixar o aspecto selvagem que o vampiro traz desde sua origem em favor de uma romantização do imortal solitário que busca redenção através do amor verdadeiro.

Estou entre os que não gostam dessa tendência, apesar de ver com bons olhos esse subgênero da literatura de terror/fantasia. Por isso, elenquei algumas opções para os que desejam ler uma boa história onde, digamos, a lenda é seguida mais à risca; ou, no caso de mudanças, estas têm boas razões de ser e não diminuem o efeito fascinante e assustador que os vampiros têm na mente humana desde sempre.

 Drácula, de Bram Stoker

Impossível começar de outro modo. O clássico de Bram Stoker é parada obrigatória para os que apreciam histórias de vampiros. Além do mais, a obra permite entender muito do que influenciou a posteridade em suas histórias sobre essas sanguinárias criaturas. Nunca é tarde para ler – ou reler – a história do Conde Drácula, que deixa um rastro de sangue e destruição, até encontrar a oposição do dr. Van Helsing. É uma história tão enraizada no imaginário popular que é difícil acompanhar todas as versões que já foram criadas da mesma história, seja na própria literatura, na TV ou no cinema.

Entrevista com o Vampiro, de Anne Rice.

A história, mais conhecida por sua repercussão no filme com Brad Pitt e Tom Cruise, conta a história do vampiro Louis. No romance, um um jovem repórter entrevista Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro por Lestat. Luis conta sua história aos ouvidos atentos do repórter, revelando segredos do mundo dos vampiros.
Anne Rice certamente tem seu lugar entre os clássicos do gênero. O livro teve duas sequências, “O Vampiro Lestat” e “A Rainha dos Condenados”. Um prato cheio para os interessados em conhecer as grandes e mais famosas obras de vampiros antes do século XXI.

Os Sete, de André Vianco

 

Mergulhadores encontram uma caravela naufragada no litoral do Rio Grande do Sul e dela retiram vários objetos, inclusive uma grande caixa de prata. Quando a caixa é aberta, sete vampiros do Rio D'Ouro Portugal acordam e passam a espalhar terror no Brasil.”
Nossos autores também são talentosos no gênero, a começar por Andre Vianco, pioneiro, não só na literatura de vampiros, mas no movimento recente de valorização dos escritores brasileiros. O trabalho de Vianco, no início dos anos 2000, foi árduo: o autor se autopublicou e vendeu a primeira tiragem do livro Os Sete, que foi de 1.000 exemplares, sozinho. A Novo Século se interessou e republicou a obra. Até agora só este romance já chegou próximo aos 100.000 exemplares vendidos. Sem dúvida um exemplo que abriu os olhos das editoras brasileiras para o talento local. Os novos autores brasileiros, como este que vos fala, tem muito o que agradecer a nomes como Vianco. Nada diferente dos leitores, que agora tem a chance de apreciar boas histórias de escritores brasileiros, que adquirem cada vez mais visibilidade no mercado.

O vampiro que descobriu o Brasil, de Ivan Jaf

 

Li este pequeno romance na minha adolescência. A história me cativou de imediato. Na obra, conta-se a história de um comerciante de um bar que é transformado em vampiro. Com a esperança de um dia voltar a ser humano, descobre a solução: enfiar uma estaca de carvalho no coração do vampiro que o mordeu e aspirar suas cinzas. Após saber que o vampiro estaria na embarcação de Cabral, embarca também para uma nova terra, que viríamos a conhecer como Brasil.
O traço distintivo do livro é colocar os personagens em meio a todos os grandes acontecimentos históricos da história do Brasil, desde a chegada dos portugueses até o governo de Getúlio Vargas e o golpe de 64. É um livro simples, adequado ao público infanto-juvenil, mas que pode agradar aos leitores mais experientes que se deixarem levar pela trama.

Vingança, de Andre Schuck

 

Este é de um amigo e colega de editora. O romance de Andre, assim como o meu, saiu este ano pela Zap Book. Um país, no entanto, não pareceu o suficiente: Vingança acaba de ser lançado em Portugal pela Top Books numa edição de luxo.
Aqui, conta-se a história de Cimoc, o primeiro e único vampiro, que após sofrer por séculos com sua maldição, põe em prática um plano de vingança contra Deus, responsável por transformá-lo em um monstro. O plano: destruir a Igreja Católica e erradicar o rebanho de Deus. Para isso, irá assassinar o Papa e tomar o lugar de seu sucessor, o Cardeal Frederiksen.
A Gratia, sociedade secreta do Vaticano, e Bruno, padre que testemunhou o assassinato de Frederiksen, farão de tudo para evitar que Cimoc conclua seu plano. Em uma corrida contra o tempo, cheia de conspirações e reviravoltas, a fé e a tolerância de todas as religiões serão colocadas a prova.
A premissa fala por si só, mas devo acrescentar: a execução da trama não fica atrás. Envolvente e bem escrito, Vingança é um livro que vale a pena conferir. O booktrailer da obra está disponível aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Popular Posts

Parceiros do Blog

Seguidores

Like us on Facebook
Follow us on Twitter
Recommend us on Google Plus
Subscribe me on RSS